Resumão do mês #7 setembro 📚🎬

sábado, outubro 13, 2018

Aaah... setembro! Mês do fim do inverno e inicio da primavera, mês em que nasci... e bom, é só isso mesmo. Só não é o melhor mês porque o Halloween é em outubro ♥ Para mim setembro foi uma vitória pois consegui terminar um livro que estava tentando ler desde o ano passado e comecei a assistir algumas séries espanholas, coisa que queria fazer a algum tempo mas vinha enrolando. Foi um bom mês.
Música que fiquei viciada em setembro: This Is The Day - The The

Livros:

Anjos e Demônios - Dan Brown. Esse é o segundo livro do autor que eu leio (na verdade ouvi o áudio livro) e percebi que parece que o autor mantém certo padrão em seus livros o que acaba tornando a história previsível. Parece também que os outros livros da série são nesse mesmo estilo de: Robert Langdon é convocado para ajudar em alguma coisa, aí ele descobre que a forma como os humanos vivem corre o risco de mudar completamente e ele sempre acaba tendo a ajuda de uma mulher muito bonita e inteligente que logo se sente atraída por ele. O livro tem uma história interessante, gostei de ver isso dos illuminatis vs igreja católica  mas o livro não prendeu minha atenção e a única coisa realmente legal nisso tudo foi a surpresa no final. Inferno foi bem mais legal e interessante.

As aventuras de Robert Langdon começam nesse livro onde ele precisa impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano.

The Kiss of Deception - Mary E. Pearson. Em setembro eu participei da maratona 24 horas NoSleep que basicamente era sobre ficar 24 horas acordada lendo. Eu acabei dormindo, claro mas consegui ler boa parte de The Kiss of Deception no dia 7, ficou faltando só umas 100 páginas para terminar ele. Demorei o resto do mês inteiro para ler essas 100 páginas.
Esse foi um livro que foi muito elogiado quando foi lançado aqui no Brasil, foram poucas as pessoas que fizeram uma resenha negativa dele e eu entendo o porque dele ser tão amado por tantos, a construção das personagens femininas é realmente incrível e a Lia é uma ótima protagonista mas o resto é bem chatinho. A narrativa é extremamente lenta, descobrir quem era o príncipe e o assassino não surpreendeu e enquanto as personagens femininas são ótimas, os personagens masculinos são rasos. Kaden e Rafe tem um papel muito importante na trama mas a personalidade deles é pouco explorada. E não gostei de por quem a Lia se apaixona, entendi a proposta da autora mas não gostei. Acho que o livro teria sido melhor se não tivesse esse romance. Mesmo assim fiquei curiosa e pretendo um dia ler o segundo livro da trilogia.

Lia é a princesa do reino Morringhan e para selar a paz com um reino vizinho ela precisa se casar com um príncipe que ela não conhece e nunca nem viu. No dia do casamento Lia foge e vai viver uma vida normal longe dali mas o tal príncipe vai atrás dela e um assassino de um outro reino vizinho também.

Séries:

Sisters (De repente Irmãs): alguns episódios. Essa série tem uma premissa muito legal e diferente de muitos filmes parecidos explora o relacionamento entre os personagens e não só a comédia da situação, mas a série não me cativou. Não me prendeu sabe? Preferi ir assistir outras coisas.

A série mostra o relacionamento de três mulheres que descobrem ser irmãs por culpa de um pai que resolveu usar seus próprios espermatozoides em sua clínica de inseminação artificial. Em meio a dezenas de irmãos só tem três irmãs: Julia uma mulher solitária que sempre cuidou dos pais doentes e acabou esquecendo de cuidar de si mesma, Edie, uma advogada estressada e com problemas em seu casamento e Roxy, uma artista problemática e meio sem noção. (Está disponível na Netflix)

Tiempos de Guerra: primeira temporada. Essa foi a primeira série espanhola que eu finalizei e gostei bastante dela apesar dos romances dignos de novelas mexicanas. Sabe quando o mundo ao redor do personagem está uma desgraça mas focam só no romance? É meio que isso que acontece na série, só que felizmente os personagens carismáticos compensam isso (com exceção do casal principal) e mesmo que os romances sejam um belo de um novelão mexicano, eles acabam sendo engraçados por serem tão intensos e as personagens femininas, cada uma com sua própria história, personalidade e a amizade entre elas, foi lindo de ver ♥

Durante a Guerra do Rife uma duquesa leva um grupo de enfermeiras para Melilla, para cuidarem em condições caóticas de soldados feridos em batalha, junto as enfeiras está Julia, uma mulher da alta sociedade de Madri que decide ir para Melilla procurar seu irmão e seu noivo que foram lutar na guerra mas desapareceram. (Está disponível na Netflix)

Las Chicas del Cable: duas temporadas e alguns episódios da terceira. As duas primeiras temporadas foram ótimas (com exceção da trilha sonora que não combina em nada com a série) e assim como em Tiempos de Guerra tem alguns detalhes bem novelescos mas a construção das personagens femininas é ótima, cada uma delas tem uma história e personalidade diferente e a amizade formada entre elas também é muito bonita de ver, só que aí veio a terceira temporada e ela é tudo, menos interessante, nem sei se vou terminar ela.

Em 1928 uma grande empresa telefônica é aberta abrindo vagas para muitas mulheres em busca de dinheiro para ajudar suas famílias ou em busca de independência. Quatro delas se tornam amigas: Lidia, uma mulher cheia de mistérios; Marga, uma jovem tímida do interior; Carlota, que busca por independência mesmo que sua família não a apoie; e Angeles, que se dedica ao máximo a sua pequena filha e ao seu marido de caráter duvidoso. (Está disponível na Netflix)
"Há muitas formas de se sentir amada e desejada sem precisar de um homem ao seu lado. O importante é percebermos os laços de amizade para podermos contar com alguém quando precisarmos. Assim como eu fazia com minhas amigas." Temporada 2, Episódios 6

Atypical: segunda temporada. Não tenho muito o que falar dessa série, só que ela é fantástica e todo mundo deveria assisti-la.

Sam é um jovem autista buscando sua independência. Nessa jornada Sam e sua família vão aprendendo a lidar com mudanças e tendo que lidar também com pessoas que não sabem como reagir a alguém com autismo. (Está disponível na Netflix)
Riverdale: primeira parte da segunda temporada. Ai, que decepção que dá quando a segunda temporada de uma série não consegue manter o nível da primeira. Eu adorei a primeira temporada de Riverdale mas a primeira parte da segunda temporada foi tão chatinha... Meu personagem favorito se tornou um adolescente que só fica fazendo birra toda hora (não tenho paciência para isso) e a amizade entre os personagens que era o que eu mais gostava na série acabou meio que perdendo seu brilho. Vou ver se termino a temporada em outubro. (Está disponível na Netflix)

Leia também: 3 motivos para assistir Riverdale.

Skam España:  dois episódios. Eu estava louca para o lançamento desse remake de Skam por motivos de: ele é da Espanha e eu estou aprendendo espanhol. Esse é o quinto remake de Skam que eu assisto e com esses dois episódios acho que já posso dizer que ele é o mais diferente dos remakes e de Skam, o que é ótimo pois já não aguento mais assistir sobre a história da Eva. Agora é torcer para que o resto da temporada continue sendo diferente.

Skam NL: primeiro episódio. Pelo motivo dito acima que eu não gostei tanto do remake holandês de Skam. Também estava ansiosa pelo lançamento dele já que me encantei por ele assim que vi fotos do elenco (se tratando de aparência, para mim o elenco de Skam NL é o mais bonito de todos os remakes e do original) mas aí fui assistir o piloto e achei tudo muito fraco. Tem um ou outro detalhe diferente de Skam, mas nada que surpreenda.

Leia também: 5 motivos para assistir Skam e
Dica de séries 🎬 | Skam France e Druck

Filmes:

Every Day (Todo Dia). Filme muito gostoso de assistir, história bonitinha, ótima trilha sonora, só que poderiam ter desenvolvido melhor a protagonista. Tudo gira em torna do romance e esqueceram de dar uma história e personalidade para a menina sem falar que poderiam ter colocado mais representatividade no personagem A, ele pode acordar no corpo de qualquer adolescente mas só deram destaque para ele quando ele estava no corpo de um garoto branco e magro. Notei também que tem várias cenas no trailer que não tem no filme... Mas como já disse, é um filme gostoso de assistir, foi legal ver alguns atores conhecidos e fiquei com mais vontade ainda de ler o livro do David Levitan.

Rhiannon é uma adolescente que se apaixona por um ser/alma chamado A, que acorda todos os dias em um corpo diferente, seja homem ou mulher. E o conflito da história é justamente esse, os dois personagens tentando se encontrar todos os dias e terem que enfrentar as dificuldades de amar alguém diferente. (Recomendo que assista o trailer, o filme parece ser mais interessante no trailer do que esse meu resumo mostra)

Sierra Burgess is a loser (Sierra Burges é uma loser). Está aí um filme que eu queria muito assistir mas acabei meio decepcionada. Ele não me prendeu em momento nenhum, demorei praticamente setembro inteiro para assistir o filme e no final não gostei dele. Gostei do elenco mas achei os personagens chatos e sem carisma.

Por conta de uma mensagem enviada por engano Sierra, uma jovem nerd e fora dos padrões começa a conversar (por mensagens de texto) com um bonito atleta. Os dois logo se sentem atraídos um pelo outro, o problema é que o garoto pensa que Sierra é na verdade a garota mais bonita e popular da escola. (Está disponível na Netflix)

♦♦♦

E aí, já ouviu falar ou assistiu/leu algum dos filmes/séries/livros que citados acima?

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

1 comentários

  1. Olá!
    Eu amo Skammm, não sabia que existiam tantos remakes assim! Eu conheço o da França, que você citou no post!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir

• Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
• Normalmente os comentários são respondidos nos fins de semana.
• Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
• Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥