Felicidade

sexta-feira, agosto 31, 2018

fonte: Unsplash
Deveria escrever um texto sobre felicidade para o jornal que trabalho só que me vi distraída observando as poucas pessoas ao meu redor. A biblioteca estava praticamente fazia de seres vivos, se bem que cada vez menos pessoas frequentavam bibliotecas. Havia a atendente sentada atrás do balcão mexendo no computador; um garoto com a cabeça apoiada sobre a mão e os olhos fechados, deveria ter caído no sono; e também havia uma mulher e um homem caminhando sem pressa pelos corredores cheios de livros e observando cada uma daquelas lombadas, pareciam concentrados na tarefa de encontrar algo para ler. Em determinado momento a mulher e o homem se esbarraram em um corredor, pediram desculpas e continuaram cada um com sua tarefa.

Foi ali que quase sem perceber minha mão e caneta juntas, começaram a se mover sobre a folha em branco. Escrevi sobre uma bibliotecária de sorriso simpático e olhar cansado que durante o dia tinha um trabalho normal e a noite era uma super-heroína que lutava contra o crime; escrevi sobre um garoto que quando dormia criava mundos paralelos mágicos e quando acordava descobria que trouxera aquele novo mundo criado por ele para a realidade, ele nunca acorda no mesmo mundo. Também escrevi sobre uma mulher que trabalhava como detetive investigando casos sobrenaturais e um homem que dava aulas sobre uma língua morta e que por decisão das moiras se conheceram em uma biblioteca onde procuravam o mesmo livro, depois disso tiveram outros encontros inesperados, “que coincidência!” diziam sorrindo, até que finalmente decidiram se encontrar de propósito e esses encontros continuaram acontecendo, descobriram que um era a metade do outro, como no conto de Platão...

Saí de meus devaneios quando alguém tocou meu ombro, era a atendente me alertando que a biblioteca iria fechar em alguns minutos. Surpresa percebi que aquelas outras pessoas já tinham ido embora e o tempo havia passado mais rápido que eu tinha notado. Fui para casa com a mão doendo pelo tanto que escrevi, ainda teria que escrever o texto sobre felicidade mas estava satisfeita com as histórias que dei para aqueles desconhecidos.

Todo mundo tem uma historia, o que eu fiz foi imaginar uma mais interessante para aquelas pessoas.

♦♦♦
Projeto Escrita Criativa
Conto inspirado na imagem de capa do post e no texto Com a caneta na mão... feito pela Sabrina do blog Charme de Menina :)

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

0 comentários

• Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
• Normalmente os comentários são respondidos nos fins de semana.
• Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
• Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥