Resenha literária | Mortes, muitas mortes, E Não Sobrou Nenhum

domingo, agosto 06, 2017

Era para essa resenha ter saído a alguns bons dias atrás (tipo, no mês passado) mas não deu. E Não Sobrou Nenhum foi a minha segunda leitura para o projeto 6 Meses com a Rainha do Crime e também foi uma das minhas leituras da Maratona Literária de Inverno. Não foi uma leitura que me surpreendeu mas não deixou de ser algo agradável e rápido de ser lido.

E Não Sobrou Nenhum | Autora: Agatha Christie | Editora: Globo Livros | 400 páginas | Adicione ao Skoob

“Dez soldadinhos saem para jantar, a fome os move;
Um deles se engasgou, e então sobraram nove.
Nove soldadinhos acordados até tarde, mas nenhum está afoito;
Um deles dormiu demais, e então sobraram oito.
Oito soldadinhos vão a Devon passear e comprar chiclete;
Um não quis mais voltar, e então sobraram sete.
Sete soldadinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles cortou-se ao meio, e então sobraram seis.
Seis soldadinhos com a colmeia, brincando com afinco;
A abelha pica um, e então sobraram cinco.
Cinco soldadinhos vão ao tribunal, ver julgar o fato;
Um ficou em apuros, e então sobraram quatro.
Quatro soldadinhos vão ao mar; um não teve vez;
Foi engolido pelo arenque defumado, e então sobraram três.
Três soldadinhos passeando no zoo, vendo leões e bois;
O urso abraçou um, e então sobraram dois.
Dois soldadinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então sobrou só um.
Um soldadinho fica sozinho, só resta um;
Ele se enforcou,
E não sobrou nenhum.” Página 49
Dez diferentes pessoas são convidadas para passarem as férias na famosa e pequena Ilha do Soldado, algumas são convidas a irem a trabalho e outras para reverem velhos amigos. Nenhum deles se conhecem e enquanto esperam seu anfitrião chegar a primeira morte acontece. Presos na ilha e sem poder confiar em ninguém apenas tendo a certeza de que o assassino está se inspirando em um antigo poema infantil.

Antes de tudo vamos a uma pequena curiosidade. Esse livro foi publicado pela primeira vez no Reino Unido com o título de Ten Little Niggers (Dez Negrinhos na tradução livre), achando que esse título poderia ser um tanto polemico o mercado americano mudou o titulo para And Then There Were None (E Não Sobrou Nenhum). Aqui no Brasil o livro foi publicado com os dois títulos, O Caso dos Dez Negrinhos e sua versão mais recente: E Não Sobrou Nenhum. Particularmente eu adoro como é sugestivo esse último título. Mas enfim, só falei tudo isso para caso você veja por aí um livro chamado O Caso dos Dez Negrinhos saber que ele e Não Sobrou Nenhum são o mesmo livro.
Esse foi o primeiro livro de investigação em que eu suspeitei da pessoa certa, bem, na verdade eu suspeitei um pouco de todos os personagens mas desde o começo suspeitei bastante da tal pessoa e quando descobri que estava certa fiquei bem orgulhosa de mim mesma (as alegrias de um leitor). Uma coisa interessante no livro é que ninguém realmente investiga o caso, quer dizer, tem as pessoas presas na ilha suspeitando de todos ao seu redor mas ninguém investiga o caso naquele momento já que a história se passa bem quando está acontecendo os assassinatos e o livro é narrado por cada um dos dez personagens fazendo assim com que as suspeitas só aumente.

Assim como aconteceu com o Assassinato no Expresso do Oriente o final desse livro não me surpreendeu, dessa vez não foi por conta de um spoiler. Acontece que o livro todo é muito surpreendente, o passado de cada personagem, as decisões que cada um toma, tudo isso me preparou para esperar qualquer coisa do livro então, quando chegou o final com sua grande revelação eu simplesmente achei aquilo tudo... ok. Mas isso não fez com que o livro se torne ruim ou qualquer coisa do tipo. A leitura é rápida e agradável, sem falar que com todo o mistério não da vontade de largar o livro até termina-lo. Apesar dele ter suas 400 páginas os capítulos são bem curtos, em alguns tem apenas um ou dois parágrafos, tornando a leitura mais rápida ainda.

Esse é um bom livro para quem quer ler um livro em pouco tempo e que não tenha uma continuação, com personagens cativantes e acontecimentos interessantes.

E você, já leu E Não Nenhum? O que achou do final? Se não leu, ficou com vontade ler?

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

8 comentários

  1. Faz tanto que eu li esse livro que foi lendo sua resenha que fui lembrando da história e dos diálogos. Eu amo AC e quero muito reler e LER alguns títulos que ainda não tive oportunidade.
    Eu não gostei muito desse, mas confessa que me prendeu até o final rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agatha Christie é demais, né? *-*
      Realmente, esse livro não é dos melhores mas ele prende nossa atenção até o fim.

      beijo!

      Excluir
  2. Nossa, faz muito tempo que não leio Agatha Christie! Me deu saudades!
    Li muitos livros dela na adolescência e Assassinato no Expresso do Oriente foi o primeiro e lembro que pirei!
    Fiquei curiosa com a história de E não sobrou nenhum. Parece ser bem envolvente!

    Beijos.
    BLOG COISA E TAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assassinato no Expresso do Oriente também foi o primeiro livro da autora que eu li, e ele é muito bom *-*
      Sim, E Não Sonhou Nenhum é bem envolvente.

      beijo!

      Excluir
  3. Olha, respondendo sua pergunta do fim do post: FIQUEI DOIDA PRA LER! Tenho muita vontade de ler Agatha Christie, na verdade, e até tem alguns livros dela aqui em casa, mas é aquela história de a gente ir enrolando para todo o sempre e nunca colocar em prática... Mas romance policial é tudo de bom, né? A tensão, a expectativa, ficar chutando quem é o culpado e morrer de orgulho quando acerta, que nem foi com você, acho sensacional!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se interessando pelo livro :)
      Sei bem como é isso de ficam deixando para depois até não poder mais hahaha Mas vale super a pena, até agora já li dois livros da Agatha e estou amando!
      Sim, é muito bom ler livros de suspense/policial *-*

      beijo!

      Excluir
  4. Olá,
    Ao contrário de você eu até acho o final surpreendente... não sei, acho que esperava outra coisa (só Deu sabe o que hauhauahua).
    Acho este um ótimo livro pra indicar a quem nunca leu nada da autora. Ainda continuo achando besteira a mudança de título, já que se refere somente aos bonecos de porcelana, vai entender...
    Ótima resenha!

    Debyh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Realmente, apesar de não ter sido surpreendente para mim, não dava para esperar por aquele final.
      Também acho que esse livro é uma boa dica para quem quer começar a ler os livros da Agatha, assim como Assassinato no Expresso do Oriente.
      Sobre o título eu não tenho nenhuma opinião definida sobre o assunto hahaha
      Obrigada ♥

      beijo!

      Excluir

• Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
• Normalmente os comentários são respondidos nos fins de semana.
• Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
• Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥

@rubyane_santos