Resenha literária | Um bom final para uma ótima saga em O Rei Corvo

segunda-feira, junho 05, 2017

Resenha de O Rei Corvo. A Saga dos Corvos por Maggie Stiefvater
O problema de resenhar algum livro da Maggie é que nunca acho que a resenha esta boa o bastante... Desde 2015 quando li Lírio Azul, Azul Lírio estava com muita, mas muita vontade de ler O Rei Corvo. Conforme os meses foram passando comecei a ver algumas pessoas falando que se decepcionaram bastante com ele, e isso acabou diminuindo as minhas expectativas a um nível de que quando finalmente fui ler o livro não me decepcionei com muita coisa. O Rei Corvo não é perfeito mas é um bom final para uma ótima saga que é A Saga dos Corvos.

O Rei Corvo. A Saga dos Corvos - livro 4 | Autora: Maggie Stiefvater | Editora: Verus | Tradução: Jorge Ritter | 378 páginas | Skoob.
Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores. Confira a resenha deles aqui: Os Garotos Corvos, Ladrões de Sonhos e Lírio Azul, Azul Lírio.
“Ele era um rei. Havia chegado o ano em que ele morreria.” Pagina 11
Há anos a busca por Gledower teve início e ao que tudo indica está terminando. Enquanto tenta lidar com seus sentimentos por Blue e sua preocupação de como seus amigos vão lidar com isso Gansey continua sua procura pelo rei adormecido com a ajuda de Ronan, Adam e Blue. Ao mesmo tempo em que Henrietta e principalmente Cabeswater estão em perigo tanto por uma criatura a pouco acordada quando por assassinos e colecionadores de objetos mágicos.
Resenha de O Rei Corvo. A Saga dos Corvos por Maggie Stiefvater
Chegou o fim da minha tão amada Saga dos Corvos e surpreendentemente (ou não) eu estou bem. De modo geral eu gostei da forma como a Maggie lidou com tudo, fechando as pontas que tinha deixado soltas nos outros livros, respondendo perguntas que eu nem havia pensado em fazer e deixando de responder outras, o que é relevante se levar em conta que seria bem difícil responder todas as perguntas em um único livro já que o mundo criado pela autora é enorme. Talvez seja até bom deixar algumas perguntas sem respostas, dá margem para o leitor pensar livremente.
“Ele era um livro, segurando as páginas finais. Ele queria chegar ao fim para descobri como terminava, apesar de não querer que ele terminasse.” página 317
Lá na minha resenha de Lírio Azul, Azul Lírio eu falei que precisei ler aquele livro duas vezes para conseguir gostar dele, na época que o li estava esperando algo parecido com Ladrões de Sonhos e não foi bem isso que teve. Já esse livro aqui é um pouco mais equilibrado, ele foca principalmente na vida dos personagens, sim, mas ainda tem bastante ação e elementos mágicos. Uma coisa que é preciso saber antes de ler A Saga dos Corvos é que esta é uma fantasia contemporânea focada no desenvolvimento dos personagens, foi por não ter isso em mente que talvez eu tenha me decepcionado com Lírio Azul, Azul Lírio.

Assim como nos outros livros da saga este também tem capítulo bem curtos e é narrado em terceira pessoa. Mas dessa vez temos novamente capítulos com a perspectiva do Ronan, assim como também com a perspectiva do Gansey, do Adam, da Blue, do vilão e de alguns outros personagens. Assim como aconteceu nos outros livros os capítulos focados no vilão – e seus aliados – foram os que eu menos gostei, na verdade achei eles bem maçantes, provavelmente porque sou um pouco ansiosa e sempre queria que chegasse logo nos capítulos do Ronan ou do Adam, que foram os capítulos mais interessantes.
“– Isso é um pesadelo, ou é real? O que está fazendo isso? – perguntou Ronan. – Não consigo ouvir as árvores. Ninguém está falando comigo.” página 266
Sobre os personagens (Blue, Gansey, Adam e Ronan), gostei bastante da forma como cada um teve sua importância, mesmo que o foco do livro esteja um pouco mais voltado ao Gansey todos os personagens, até mesmo alguns dos secundários foram bem colocados.

O meu queridinho desse livro (depois do Noah) foi o Ronan que sempre tem segredos para revelar. Ronan foi um personagem que progrediu bastante desde Os Garotos Corvos, a Blue e o Adam também, na verdade, mas ver como o Ronan se tornou uma pessoa menos detestável é tão bunitinho ♥ Falando do Ronan, achei legal que em momento algum foi dito que ele é gay (eu avisei que iria ter spoilers dos outros livros). Primeiro que esse detalhe já era óbvio à alguns livros atrás e segundo porque a sexualidade de alguém não importa, a não ser que você esteja afim dela.

Como toda A Saga dos Corvos, O Rei Corvo é criativo e foge do que se espera de livros desse gênero. A Maggie tomou vários rumos inesperados mas como já foi dito ela concluiu os maiores mistérios que envolviam toda a saga como a procura pelo rei Glendower e a profecia da Blue. E o que acontece em relação ao tal rei é surpreendente. Eu nunca esperaria por um desfecho desses e quando aconteceu tudo que eu pensava era “Fui trouxa... adorei!”.

A única coisa que realmente me incomodou foi tudo que aconteceu em relação ao Noah. Ele é o meu personagem favorito desde Os Garotos Corvos e desde que li este torcia para que o Noah ganhasse mais destaque. A Maggie criou um personagem extremamente interessante para no final não fazer N-A-D-A com ele. A Maggie poderia, por exemplo, ter dado o destaque de certo personagem para o Noah, certo personagem este que mal apareceu nos livros anteriores e sua participação neste livro não fez grande diferença mas lá estava ele.
“Estava começando, começando. Não. Estava terminado. Ele estava terminando. Esse era o cenário de seu apocalipse pessoal.” página 82
Se fosse para descrever O Rei Corvo em uma palavra, eu escolheria emocionante. São várias emoções envolvidas e a Maggie consegue lindamente dar o sentimento certo para cada cena. É divertido como quando o Ronan sente orgulho pela Blue ter feito algo errado, é triste quando Cabeswater sofre e os personagens sofrem junto com ela e é extremamente fofo com um certo casal dá seu o seu primeiro beijo (sério, a Maggie é ótima criando cenas de primeiros beijos).

O Rei Corvo é um bom livro, para um último livro de uma saga ele é ótimo. Mas a minha dica é: não espere nada grandioso dele. Tudo que acontece ao longo das páginas é ok e surpreendente em alguns momentos mas nada é grandioso. E claro, vá sem muitas expectativas, o que a autora criou provavelmente não é o que você está pensando.
Resenha de O Rei Corvo. A Saga dos Corvos por Maggie Stiefvater
Resenha de O Rei Corvo. A Saga dos Corvos por Maggie Stiefvater

“– As últimas décadas foram estressantes para ele – disse Maura.
– Os últimos séculos foram estressantes para Gwenllian, e ela pelo menos está sentada no balcão!
Da privada, Jimi disse:
– Você não pode comparar a capacidade de uma pessoa em lidar com situações com a de outra, querida.” página 71
 “– Nós somos apenas pessoas - respondeu Maura. – Apenas pessoas comuns. Eles são especiais. O Adam está ligado à linha ley. O Ronan é um sonhador. A Blue amplifica tudo isso.
– O Rico Riquinho é apenas uma pessoa -– disse Orla.
– Sim, e ele vai morrer.” página 19

Vou sentir saudades das conversas entre as moradoras da Rua Fox, 300.

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

8 comentários

  1. Sempre vejo comentários sobre esses livros, e tenho muita vontade de começar a ler, mas sabe aquela pessoa que fica adiando uma leitura por muito, mais muito tempo? Então, é essa a minha situação com essa saga, rsrs. Sempre que leio alguma resenha deles eu penso: agora é oficial, vou começar a lê-los! Mas nunca começo, rsrs. Só li um livro de fantasia contemporânea e não foi uma das minhas melhores leituras, por isso tenho uma grande expectativa com esses livros, porque eles parecem ser do tipo que eu gostaria. Enfim, gostei da sua resenha, ela me despertou, mais uma vez, uma vontade muito grande de ler essa saga, então vou aproveitar isso e parar de adiar ^^
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é isso haha
      Que bom que consegui despertar mais ainda a sua curiosidade, espero que comece a ler logo a saga e que goste. Quando ler vem me contar o que achou :)

      beijo

      Excluir
  2. Não conheço a série, portanto não entendi muito. Mas posso dizer que o post está ótimo pelo nível de escrita e ilustração. Adorei ❤

    ResponderExcluir
  3. Eu não conheço a série nem li nenhum livro da autora, mas gostei bastante da resenha. Não é o estilo de livro que eu geralmente leio, mas volta e meia gosto de variar. Obrigada pela dica. Beijão!


    http://missdiva.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Variar de vez em quando é sempre bom.
      Ah, eu que agradeço pela visita ♥

      beijo

      Excluir
  4. Eu cai meio que de para quedas nessa série e quero muito lê-la desde o início como deve ser!
    Só vejo resenhas positivas sobre toda a saga, uma pena eu não ter todos os livros, caso contrário, com certeza já leria nos próximos meses!
    Beijos!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você começou a ler a saga pelo último livro, né? Imagino que tenha sido complicado.
      A saga toda é maravilhosa! Quando você tiver oportunidade leia ela toda, vale muito a pena ♥

      beijo

      Excluir

• Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
• Normalmente os comentários são respondidos nos fins de semana.
• Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
• Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥

@rubyane_santos