Resenha: Ela Não e Invisível de Marcus Sedgwick

segunda-feira, janeiro 18, 2016

resenha ela não é invisível
Ela Não é Invisível | Autor: Marcus Sedgwick | Editora: Galera Record | Páginas: 256 | Skoob
"Na maior parte do tempo, a ficção é mais estranha que a realidade, apesar do que diz o ditado. Mas aí, muito de vez em quando, a vida vira um confusão espetacular." página 217
Ela não é Invisível é protagonizado por Laurete, uma garota cega de 16 anos filha de um famoso escritor, é ela que responde os e-mails do pai e um dia através de um e-mail ela descobre que o importante caderno de anotações de seu pai foi encontrado em Nova York sendo que pelo que sabia o seu pai estava na Áustria. Desesperada com a ideia de algo poderia ter acontecido, Laurete toma uma complicada decisão. Ela rouba o cartão de créditos da mãe, compra duas passagens para Nova York, "sequestra" o seu irmão de 7 anos e juntos – Laurete, Benjamin e Stan o corvo de pelúcia de Benjamin – partem para o Estados Unidos para se encontrar com o desconhecido que está com o caderno de anotações e quem sabe descobrirem onde está o seu pai.

O livro é todo narrado por Laurete, sendo assim em primeira pessoa, com exceção de algumas partes onde é mostrado algumas folhas do caderno de anotações do pai dela. A narração é fácil e gostosa de ler, e em momento algum é citado a aparência de alguém. A falta de descrição física já me incomodou bastante em outros livros mas nesse eu mal percebi. O autor descreve várias outras coisas e a forma como ele faz isso me deixou tão presa aos pensamentos de Laurete que em momento algum eu me perguntei como seria a aparência de algum personagem.
resenha ela não é invisível

Já os personagens são cativantes e intensos, em especial três deles: Laurete é uma menina que aparenta ser mais do que realmente é, as pessoas veem ela como ela quer que ser vista, uma garota forte, decidida, e até mesmo um pouco metida. Mas no fundo ela tem seus medos e inseguranças mas não demonstra isso porque sabe que se o fizer as pessoas vão trata-la de modo diferente e com pena. De todos os livros que li, a Laurete foi a primeira personagem que eu realmente consegui me identificar, não que nossas personalidades sejam parecidas mas sim o modo como vemos o mundo. Benjamin é um menino de 7 anos que tem como melhor amigo um corvo de pelúcia, já que as crianças da sua idade o evitam. Ele é bem maduro para a sua pouca idade se mostrando atencioso e preocupado com a sua irmã mais velha mas ainda assim teve momentos em que deixou claro que ele era uma criança e precisava ser tratado com o cuidado que merecia. Isso o deixou ainda mais encantador. E é claro também tem o Sr. Walker, um personagem que não apareceu muito mas que quando aparecia se mostrava ser uma pessoa incrível.

Mas o mais interessante do livro foi ver a forma como uma garota cega "enxerga" o mundo, e como as pessoas agem ao perceber que ela é cega. Ela não é Invisível é acima de tudo sobre coincidências, obsessão por algo, e esperança. É um livro leve – dá para ler em um dia – é intrigante que te faz pensar em assuntos importantes e/ou curiosos.
resenha ela não é invisível

"[...] porque não dá pra sentir falta de algo que a gente nunca teve, porque não sou triste por ser assim. Não me importo em ser cega. O que me incomoda são as pessoas me tratando como se eu fosse idiota." página 80
"Mas eu sabia o que ele estava sentindo, no fundo. Era uma coisa que todos nós sentimos de vez em quando: por que logo eu?" página 78

Já leu Ela Não é Invisível? Pretende ler?

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

16 comentários

  1. Já tinha visto sobre esse livro por aí e achei bem interessante! Vou tentar ler esse ano :)
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas a história parece ser realmente legal. Essa capa é linda demais!!
    Adorei seu blog e estou seguindo!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, recomendo a leitura. Não é? Sou apaixonada por essa capa!
      Fico feliz por isso! Seja bem-vinda ♥

      beijos

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro,deve ser muito interessante conhecer o mundo vivido/sentido pela personagem com deficiência visual. Acho que até hoje não li nenhum livro que abordasse essa questão. Beijos!

    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É interessante sim, esse livro me surpreendeu bastante!

      beijos

      Excluir
  4. Acho a capa e a diagramação desse livro tão lindos.
    E parece ser super gostoso de ler, anotei a dica <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho!
      Sim, é mesmo. Recomendo a leitura ♥

      beijo

      Excluir
  5. Já ouvi falar dele! Parece uma ótima leitura :)
    Beiju
    daniellaalessandra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oii Rubyane!
    Achei interessante a proposta do livro de apresentar um personagem com deficiência, fiquei curiosa, e pelo que você descreveu de Laurete já quero conhecê-la :)
    Beijos
    http://meroodetalhe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Carla!
      Sim, é interessante mesmo. E a Laurete é a melhor personagem! *-*

      beijos

      Excluir
  7. Já tinha visto algumas pessoas a falarem sobre este livro, mas foi a sua resenha que me cativou, sem dúvida que vou procurar para ler :)
    Excelente resenha!!

    Adorei o seu blog e já estou a seguir :)

    beijos,
    Daniela RC
    Blogue: Doce Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, fico feliz por isso! Espero que leia o livro, e aí me conta o que achou, sim?
      Obrigada! Seja bem-vinda ♥

      beijos

      Excluir
  8. não ter descrição física me deixa meio irritada, gosto de imaginar como os personagens são. Mas a historia parece tão envolvente que mesmo assim quero ler.
    Hurricane Stars

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Normalmente eu também fico irritada com a falta de descrição mas nesse livro nem da para perceber. Você fica tão ligada aos pensamentos da Laurete que acaba nem sentindo falta do que ela não sente.
      Recomendo a leitura :)

      beijos

      Excluir

Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
Os comentários serão respondidos o mais rápido possível.
Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥

@rubyane_santos