Resenha: Vingança Mortal de Raquel Machado

domingo, novembro 08, 2015

Eis um livro que eu deveria ter resenhado a vários meses atrás mas adivinha? Bloqueio criativo para resenhas. E só agora consegui colocar em palavras o que eu achei desse livro. Vingança Mortal foi um livro que eu comprei através de uma parceria com a autora que mesmo por e-mais foi super atenciosa comigo (porque acredite, precisa ter paciência para lidar com a minha lerdeza.) Para saber mais sobre a autora (Raquel Machado) ela tem um blog, o Leitura Kriativa.
Mas vamos a resenha.


Vingança Mortal 
Autora: Raquel Machado.                            Editora: Independente
Páginas: 120.                                                  Lançamento: 2014
Gênero: Suspense.                                         Minha nota: ★★★★

Vingança Mortal é protagonizado pela Brenda, uma mulher casada, com uma vida estável e um bom emprego. Sua vida era boa e normal até que um dia ela recebe uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga da adolescência, Nicole, que sofreu um acidente de carro. Brenda então, volta para sua cidade natal, Lageado Grande, para o velório onde encontra uma Nicole com marcas no rosto que pareciam ter sido feitas por facas e não com um acidente de carro. Intrigada com isso ela começa a encontrar pistas e a perceber que nem tudo é o que parece e que até pessoas próximas podem mentir e esconder algo, por diversos motivos.
"Um véu preto cobria seu rosto, mas permitia ver as marcas do acidente, e quando cheguei mais perto percebi que elas eram profundas e pareciam ter sido feitas por facas. De repente passou uma ideia pela minha cabeça: e se não foi apenas um acidente?" p.38 
O livro é narrado em primeira e terceira pessoa - em primeira pessoa pela Brenda e terceira pessoa por outros personagens - e tem uma narrativa bem simples que para mim foi um ponto positivo e negativo ao mesmo tempo. Positivo porque além de ser simples, a narrativa é envolvente, fácil de acompanhar e não enrola, vai direto ao ponto. Porem alguns momentos poderiam ter sido mais aprofundados assim como os personagens, que não consegui sentir nenhuma empatia por eles e acho que se o livro tivesse mais alguns capítulos não teria tido esse problema.

Uma coisa que você precisa saber (ou não) é que o ponto da história não é a investigação e sim a moral que a história passa, até porque a trama foi um tanto previsível mas foi os acontecimentos no final que me fizeram ficar de queixo caído e pensando em tudo que a gente faz e não pensa nas consequências.

O livro fala sobre amizade, relacionamentos e como nossas atitudes podem mudar para sempre a nossa vida. A autora soube falar de um assunto tão importante de forma inteligente e direta. Ela criou aquele tipo de história que faz você refletir e ficar chocado ao mesmo tempo.

Nunca tinha lido nada assim, mas adorei a experiência. Com certeza vale a leitura.

♦♦♦
E você, gosta de livros desse gênero? Tem alguma indicação?

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

2 comentários

  1. Poxa, eu nem sabia que esse livro era curtinho. 120 paginas? Dá pra ler em uma pegada só.
    Eu já tinha visto e lido varias outras resenhas a respeito desse livro em outros blogs e sempre me despertou uma certa curiosidade, saber que ele tem 120 paginas deixa tudo mais fácil.
    bjos LP
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, só 120 páginas. Da para ler ele bem rápido mesmo.
      Que bom que ficou curioso, esse livro é bem legal e o bom é que é nacional.
      Espero que leia ele :)

      beijos

      Excluir

• Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
• Normalmente os comentários são respondidos nos fins de semana.
• Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
• Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥

@rubyane_santos