Resenha: Ladrões de Sonhos de Maggie Stiefvater

terça-feira, fevereiro 17, 2015

Ladrões de SonhosA Saga dos Corvos - livro 2 | Autora: Maggie Stiefvater | Editora: Verus | 434 páginas | Skoob
Pode conter spoilers do primeiro livro da série. Resenha de Os Garotos Corvos.

"Segredos e baratas - é o que restará no fim do mundo." página 9
Lembra do Ronan revelando um segredo em Os Garotos Corvos? Nesse livro da para entender um pouco o que ele quis dizer. A busca por Glendower continua, enquanto Ronan começa a explorar melhor a sua "habilidade", o Noah fica cada vez mais ausente, e Adam começa a ter visões que tudo indica serem relacionadas a ele ter despertado as linhas Ley, que por sinal estão enfraquecendo assim como a amizade dos garotos que fica cada vez mais instável.

Para começar, Ladrões de Sonhos tem uma personalidade bem diferente de Os Garotos Corvos. Lembra que o primeiro livro era focado principalmente na Blue e Gansey? Dessa vez foi a vez do Ronan brilhar. E com isso o livro tem um lado mais sombrio e rebelde. Que eu particularmente amei.

O que deixou a desejar foi o Noah ter aparecido tão pouco, é claro que teve uma boa rasão para isso mas eu espero bem lá no fundo que ele ganhe mais destaque nos próximos livros. Talvez um livro centrado principalmente nele? #Sonho

Logo de inicio já surge novas dúvidas, como: quem é a Garota Órfã e o Senhor Cinzento? O que é o Greywaren e os Horrores Noturnos? Dúvidas que te deixa empolgado e com uma pulga atrás da orelha até o fim do livro.

Enquanto em Os Garotos Corvos o Ronan era irritante e muitas vezes desagradável em Ladrões de Sonhos da para entender o porque ele é assim, e ouso dizer que o personagem é o melhor acontecimento do livro. Foi incrível entender um pouco sobre como a família dele é complicada e sobre os segredos que ele esconde das pessoas e os que ele esconde de si mesmo. Isso sem falar de seus sonhos que foram um show a parte.
"Mas havia um senso de perigo cuidadosamente cultivado nesse irmão Lynch. Esse não era uma cascavel escondida na relva, mas uma cobra coral raiada com cores de advertência. Tudo a respeito dele era uma advertência: se essa cobra o mordesse, você não tinha ninguém para culpar a não ser a si mesmo." página 179

A Maggie conseguiu manter a mesma originalidade criativa do livro anterior, a narrativa também continua envolvente e bem detalhada. Com o mesmo tom leve nos diálogos – que me faz começar a rir do nada –, drama na dose certa na vida dos personagens, muito mistério e suspense.

É dificil falar de um livro que você gosta tanto porque você quer falar tudo sobre ele e no fim fica com a impressão de que deixou passar algo. E também fiquei com medo de falar demais e dar spoilers, então, vá ler Ladrões de Sonhos e seja feliz \o/

"— A questão é quando ou se?
— Como assim?
— Tipo, se você beijar o seu verdadeiro amor, ele vai morrer — ele disse —, ou quando você beijar o seu verdadeiro amor, ele vai morrer?
— Não vejo diferença.
— Numa situação, a culpa é sua. Na outra, você simplesmente está ali quando acontece. Tipo, quando você o beija, bum!, um urso acerta ele. Totalmente não sua culpa. Você não precisa se sentir mal com isso. O urso não é seu.
— Acho que é se. Elas todas dizem se." página 238
"Naquele momento, Blue estava um pouco apaixonada por todos eles. Pela magia deles. Pela busca deles. Pela voracidade e pela estranheza deles. Seus garotos corvos" página 18

Fica mais um pouco. Talvez goste desses:

2 comentários

  1. Olha que engraçado, eu achei o marcador desse livro na s minhas coisas ontem!!
    Vou colocar na lista..rs
    Bjs

    www.blogsrblep.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Que inveja. kkk
      Recomendo esse livro :)

      xox

      Excluir

Seu comentário é muito importante, portanto, sinta-se a vontade para me contar o que achou desse post, sempre mantendo respeito e bom senso, é claro.
Os comentários serão respondidos o mais rápido possível.
Lembre-se: espalhe o amor e não spam.
Espero que tenha gostado daqui. Volte sempre! ♥

@rubyane_santos